quinta-feira, janeiro 27, 2011


De Teresa a Monroe

Cleópatra, Joana D’arc, Mary Quant, Cecília Meireles, Maysa, Madre Teresa de Calcutá, Leila Diniz, Cora Coralina, Clarisse Lispector, Marilyn Monroe. Jornalistas, princesas, escritoras, atrizes, rainhas, santas, loucas, religiosas, profanas. Mulheres. Lendo sobre mulheres a frente do seu tempo, achei várias narrativas, das mais variadas épocas e contextos, cada qual com sua peculiaridade, seu ideal, seu sonho, seu jeito. Porém, diante de tantas divergências, não pude deixar de notar o quão semelhante é a essência das mulheres que protagonizaram e tem seus nomes gravados na história de forma tão especial: a ousadia. Todas, sem exceção, foram ousadas o suficiente para lutar por aquilo que almejavam, indo de encontro ao comodismo da sociedade que viviam, aos julgamentos que sofreram, aos preceitos estabelecidos, às incertezas que, com certeza, permeavam seus pensamentos. Esse não é um texto feminista. É um texto humano-feminino. É apenas um registro e uma singela lembrança a essas que fizeram diferente e que tiveram a audácia de ser quem queriam ser independente da época. A essas humanas que foram atenciosamente escutadas pelo que falaram nao só com os olhos, como disse Victor Hugo, mas pela atitude, voz firme, escolhas corajosas e amor pelo ser. A essas humanas que, como todos nós, podem ser consideradas realmente lindas. Lindas sem aspas.

      

"Apesar de todos os medos, escolho a ousadia. Apesar dos ferros, construo a dura liberdade. Prefiro a loucura à realidade, e um par de asas tortas aos limites da comprovação e da segurança." (Lya Luft)

                                                                                                                                              
Lindas: Cecília Barbosa e Amanda Deodato
6

6 comentários:

Julianne disse...

adorei o post!
não é feminismo,é opinião feminina, humana e corajosa,pois hoje em dia ainda existem muitas barreiras para romper.=p

beijo

Bela disse...

Meniiiiiiiinas, arrazou! =O Tem uma pitada da minha amiga aew... Emoção *-* kspoaksopakoskoas By: Bela

Felipe Paganini disse...

E por isso e tantas outras características peculiares me considero um profundo admirador na natureza humano-feminino. Desde de já te parabenizo por tão belo comentário e espaço dedicado a algo que hoje em dia, muitos rídiculos, tentam a todo custo esquecer. Seja sempre essa pessoa linda e autêntica que você é. =D

Mayrla Assis disse...

Falar de mulher é algo que vai além do feminismo. É preciso ter ousadia para falar da ousadia desse ser que é mais que humano, é mulher.
Texto muito bom, meninas! Parabéns.

Samuely B B L disse...

isso é tão cexy! (só pra quem entende hahaa) adorei... sucesso, girls!
=*

Mel Almeida disse...

Gostei do "humano-feminino"! ;D
Acho que devemos lutar com ousadia para conseguirmos o que queremos, sempre!
Independente de sermos homens ou mulheres...

Um belo texto!

;***

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t