sexta-feira, abril 01, 2011


Desigual


Espero muito de mim.  Não admito não chegar onde planejei. Sinto dores na cabeça, no corpo e na alma. Nos três. Transpareço para poucos, mas a fragilidade volta e meia me pega pela mão e anda junto comigo. A cabeça dói porque parece que os pensamentos não cabem nela e não acham uma válvula pra escapulir. Meio panela de pressão, sabe? O corpo é o mais fácil de aliviar. Basta deitar e por as pernas pra cima no sofá lilás da minha sala de estar. A alma dói por querer estar tão ligada ao pensar. A alma não entende que é independente, que precisa seguir só, que é desigual, porque assim se fez. Tenta camuflar-se numa suposta coerência dependente daquilo que se acredita ser o correto, calculado, racional.
Quando se decide seguir na contramão, se esbarra ainda mais em obstáculos. Quando se decide ser desigual, se sofre a espera por aquilo que não se sabe se chegará. Apenas acredita-se. Apenas  se ousa caminhar por outra trilha, que poucos costumam seguir, mas que se resolveu pagar e sofrer as consequências para ver o que lhe aguarda. A espera talvez seja o que mais cause dor. Mas talvez seja ela o ingrediente principal do sabor de uma conquista.




Linda: Cecília Barbosa
8

8 comentários:

Isis Larissa disse...

Adorei o texto Ceci, muito bom!

Julianne disse...

É,quando a gente se cobra muito o peso fica maior.
Esperar e agir com confiança é o mais indicado...
Quero,tudo quero'...queira,sonhe,busque...entregue a sabe quem né?!

texto lindo.

Felipe Guedes Pinheiro disse...

"Mas talvez seja ela o ingrediente principal do sabor de uma conquista."

De muitas conquistas! :]

Pensar diferente, pensar demais as vezes... se desgastar um pouco ao tentar colocar os pensamentos em prática... não se conformar ao dar de frente com coisas erradas... tudo isso é essencial para se alcançar resultados cada vez maiores, que são recompensas... apesar das dores de cabeça não desista nunca não, pense bastante, pense positivo, que valerá a pena! :]

grande abraço cih
:]

Lindas Sem Aspas disse...

"Quero, tudo quero, sem medo entregar meus projetos. Deixar-me guiar nos caminhos que Deus desejou pra mim e ali estar..."

Assim o farei, Juh! ;)
Obrigada meninas.

;**

Lindas Sem Aspas disse...

Felipe, muito obrigada pelas palavras e pode ter certeza que as guardarei comigo e elas serão lembradas muitas vezes na minha vida.

Abraço grande!

;*

Por Cecília Barbosa.

Gabi Borges disse...

como você sabia isso tudo de mim? hahahaha =D

ótimoo!! Parabéns! =*

Mel Almeida disse...

Gostei demais!
Um belo texto! E que, com certeza, relatou os sentimentos atuais de muita gente.

Parabéns, Ceci. ;)

Samuely B B L disse...

! bem... !

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t